EVENTOS RESENHAS 

MONDIAL DE LA BIÈRE | Festival de cerveja faz sucesso novamente no Rio

Sucesso no Brasil desde 2013, o Mondial de la Bière chegou à sua sexta edição no Rio de Janeiro, dessa vez com mais de 150 cervejarias e 1500 rótulos reunidos durante os 05 dias de evento. O festival ofereceu mais de 30 bandas se apresentando em dois palcos, 25 food trucks e competição das melhores cervejas expostas, avaliadas por jurados nacionais e internacionais.

“O Mondial de la Bière é a plataforma que une todas as pontas do mercado cervejeiro. É o grande encontro entre as cervejarias que produzem, os consumidores que apreciam, os empresários que investem e as escolas e instituições que promovem conhecimento”, disse Luana Cloper, diretora do evento.

Muito além da cerveja, o evento contribuiu com o harmonioso estúdio da Lady Luck Tattoo e Piercing, sendo o primeiro no Brasil composto apenas por mulheres. Ficaram disponíveis diversos flashs que variavam entre 100 à 250 reais. As atrações musicais bem ecléticas contaram com a presença da festa Rockcetera + DJ’s como Bruno Caravelos e Mary Dee e bandas como Fuze, Pepper Spray, Metais Pesados, Tailten, música tradicional irlandesa, e entre outros, divididos em dois palcos entre os 3 armazéns.

Na área externa ficou situado o polo gastronômico, com diversos food trucks promovendo desde hambúrguer a frutos do mar. O único erro foi o espaço com difícil circulação por conta das filas mal administradas, que em contraponto tinha a vista do pier proporcionando um clima mais interessante. Além da gastronomia, havia um local destinado para jogos de tabuleiros numa parceria com o Sesc.

O primeiro dia foi marcado pela divulgação das melhores cervejas, segundo os jurados convidados. Dos 376 rótulos inscritos no concurso Mbeer Contest Brazil, apenas 1 conquistou platina e outros 13 levaram ouro. Já no final de semana, como era de se esperar, o evento estava bem cheio. As áreas destinadas a gastronomia ficaram abarrotadas a partir das 18h. Sem contar as filas nos estandes de cada cervejaria, só o cartão não foi necessário pra facilitar na entrega das cervejas.

Relacionados