Blade Runner 2049 – Crítica

Sempre achei que o cultuado Blade Runner, o precursor do estilo cyberpunk, não precisasse de uma continuação. Mas, como o mercado cinematográfico – e até o televisivo -, tem sobrevivido de continuações e remakes, por que não tentar dar prosseguimento aquela história dirigida por Ridley Scott? Eis que surge essa obra prima, Blade Runner 2049, que não poderia ser melhor conduzida pelo também maravilhoso Denis Villeneuve, que já provou seu talento tanto na ficção (com A Chagada) quanto no gênero policial (Os Supeitos). O filme se passa 30 anos depois…

Leia mais.