SÉRIES E TV 

Black Mirror: Bandersnatch – Crítica

Me diverti muito com o mais novo lançamento da Netflix, Black Mirror: Bandersnatch. Black Mirror em si já é uma série polêmica e inovadora em diversos aspectos mas, com essa nova experiência, o serviço de streaming quis ir além, lançando uma nova categoria de filmes interativos para adultos. E, na minha visão, deu muito certo. Já dá nos games, imagina em um mundo surtado quem nem Black Mirror?! Logo no início, a Netflix avisa como a história se dá: você tem 10 segundos para fazer as escolhas. Saiba logo de…

Leia mais.
FILMES 

Crítica | Mentes Sombrias (Sem Spoilers)

Após o estrondoso sucesso das franquias de Harry Potter e Crepúsculo, a indústria cinematográfica, ciente de que existe um público interessado, começou a investir na produção de filmes que adaptam livros para jovens-adultos. Com o sucesso de Jogos Vorazes, abriu-se margem para adaptações livros que retratavam sociedades distópicas. No entanto, nenhuma franquia conseguiu obter o mesmo êxito que esta. Filmes como Maze Runner, Divergente e A Quinta Onda foram extremamente criticados e não foram capazes de arrecadar tanto quanto as outras franquias citadas acima, fazendo com que este subgênero saturasse. Eis que…

Leia mais.
FILMES 

Crítica | Círculo de Fogo: A Revolta

Se você amou o Círculo de Fogo (aquele de 2013, dirigido por Guillermo del Toro, que ganhou o Oscar de melhor filme esse ano), não vá ao cinema achando que a continuação – Círculo de Fogo: A Revolta – seja tão maravilhoso quanto. Mas, também não é péssimo. Para os aficionados por longas de ficção científica que envolvem monstros gigantes e robôs (no maior estilo super sentai), aviso que a diversão é garantida. Mas não espere um filme super cabeça e sim 1h50 de muita ação, efeitos, roteiro e atuações convincentes…

Leia mais.
FILMES 

Três anúncios para um crime – Crítica

Sabe aquele filme que veio com a temática certa na hora certa? Assim nasceu o bem sucedido Três anúncios para um crime, que vem abocanhando vários prêmios desde o início do ano e está cotadíssimo ao Oscar nas sete categorias que está concorrendo, incluindo melhor filme. Todo mundo sabe que, desde 2017, Hollywood está vivendo consecutivas denúncias de assédio sexual provocando o fim de várias carreiras estabelecidas e colocando um grupo de corajosas mulheres nos holofotes. É claro que um longa no qual a protagonista é uma mulher de fibra…

Leia mais.
FILMES 

O Destino de uma Nação – Crítica

Existem verdadeiras obras de arte no cinema quando se trata de longas biográficos e já entra para o meu top 10 a estreia da semana, O Destino de uma Nação, que seguramente estará indicada a várias categorias do Oscar desse ano. Inclusive, arrisco dizer que Gary Oldman praticamente já ganhou a estatueta de melhor ator por sua incrível atuação – aliás, sua caracterização também merece destaque, pois ele está irreconhecível. Lembrando que ele ganhou o Globo de Ouro de melhor ator de drama por este papel.

Leia mais.
FILMES 

Star Wars: Os Últimos Jedi – Crítica

Gabriella Ponte: A galera fã de Star Wars fez bonito na pré-estreia de Os Ultimos Jedi, o oitavo episódio da saga. Muita gente foi fantasiada nos cinemas brasileiros tanto na quarta como na quinta-feira, nas primeiras sessões do longa. E a cada filme lançado, a franquia se torna ainda mais épica, em todos os quesitos e de forma surpreendente. Produção da Disney é outro nível.

Leia mais.
EVENTOS 

Whindersson Nunes na Jeunesse Arena | Resenha

O show desse sábado, dia 2 de dezembro, lotou a arena e a imprensa teve que ficar de pé. Eu, que como sempre quero descansar as pernas, sentei no chão mesmo! . Como esperado, Whindersson provocou ataques de gargalhadas escandalosas por todos os lados. Havia um homem na última fileira que gargalhou tão alto que chamou a atenção do humorista, que obviamente fez piada, claro! Não há dúvidas que as melhores piadas de Whindersson são as que sua mãe fazem parte da história. Creio que o artista atinge seu ponto…

Leia mais.
FILMES 

Jogos Mortais: Jigsaw | Crítica

Por: Nubra Fasari Eu sei que você vai ficar em choque tanto quanto eu, mas há 7 anos não temos mais a franquia Jogos Mortais. O tempo passa rápido. Eu tinha até esquecido a sensação de assistir. Minha sessão foi as 10:30 da manhã, imagine-se as 10:30 só com um café no estômago, não totalmente desperto assistindo a Jogos Mortais: Jigsaw – é, foi bem indigesto!

Leia mais.
[gs-fb-comments]