Desejo de matar – Crítica

Quem não se lembra do lendário arquiteto Paul Kersey (interpretado por Charles Bronson) na franquia Desejo de matar(filmes lançados nas décadas de 70, 80 e 90)? No entanto, nunca imaginei que ganharia um remake, ainda mais protagonizado por Bruce Willis. A história onde o pacato protagonista vê sua família padecer nas mãos de criminosos, percebe que a polícia não está avançando nas investigações e, em resposta ao trauma, decide se tornar um vigilante se repete. Porém com alguns detalhes diferentes, como, por exemplo, a profissão de Paul (antes um arquiteto,…

Leia mais.