FILMES NOSTALGIA 

Vamos lembrar de A Lagoa Azul

Um filme que ninguém mais aguenta, mas todos já assistimos pelo menos 5 vezes.

Dirigido por Randal Kleiser e com roteiro de Douglas Day Stewart, o longa foi baseado no romance The Blue Lagoon de Henry De Vere Stacpoole.
O filme tinha como protagonistas a atriz Brooke Shields e o ator Christopher Atkins.

[kad_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=Dwm8A9qPk1g” width=640 height=360 ]

Existem ainda mais versões de “A Lagoa Azul” do que você imaginava. A primeira adaptação da obra de Stacpoole ocorreu em 1923, feita pelas mãos do diretor W. Bowden – um filme mudo. Décadas mais tarde, o diretor britânico Frank Launder dirigiu a versão de 1949, que também ficou bastante popular. Contudo, somente com a versão de Randal Kleiser, em 1980, que “A Lagoa Azul” tornou-se um sucesso mundial.

Quando ocorreram as gravações a atriz Brooke Shields, como bem sabemos, o filme possui algumas cenas sensuais. Como a personagem Emmeline está quase sempre de topless (afinal, os dois jovens estão perdidos e isolados em uma ilha desde crianças), a produção teve que encontrar um método para fazer com que os seios de Brooke não aparecessem a todo o momento. O jeito de fazê-lo foi bem inusitado: eles grudaram o cabelo da atriz no corpo para que nada que não pudesse ser visto aparecesse sem querer.

Acredito que não preciso contar nada sobre o filme, até porque todo mundo já assistiu, a sessão da tarde vive reprisando, se você não assistiu a lagoa azul, na certa você estava em algum coma ou não tem acesso a televisão, o que nos dias de hoje é muito difícil.

Em 2005, Christopher disse à revista People: “Tivemos um breve romance e foi muito doce. Nós éramos jovens, então não era nada realmente sério. Mas na época, foi um dos momentos mais mágicos da minha vida”.

Carrie Fisher, na época com 24 anos, recusou o papel de Emmeline para fazer a Princesa Leia em “Star Wars – O Império Contra-Ataca” melhor decisão da vida dela, até porque não iria conseguir imaginar outra atriz no lugar de Brooke.

Os críticos de cinema da época odiaram a produção. A atriz Brookie Shields ganhou até o prêmio de pior atriz na primeira edição do Framboesa de Ouro.

 

Relacionados

Comments are closed.